Trabalhar na Costa Verde: 2 Testemunhos na primeira pessoa

A Costa Verde lançou, no final de 2018, o projeto MyCostaVerde. O objetivo principal desta iniciativa foi recolher e partilhar histórias e experiências pessoais de antigos colaboradores da empresa, agora reformados. Estes pedaços de vida, recordados na primeira pessoa, ajudam a contar a história da Costa Verde ao longo dos seus quase 30 anos de existência.

Muitas vezes, as palavras inspiradoras destes testemunhos servem de fonte de motivação para os atuais funcionários. Hoje, trabalham nesta fábrica de porcelanas mais de 300 pessoas, que continuam a contribuir em cada dia para o sucesso e crescimento da empresa, fundada em 1992.

 

Carlos Lopes: 13 anos ao serviço da Costa Verde

Foi em 2009 que Carlos Alberto Lopes se reformou, devido a problemas de saúde, após 13 anos dedicados à empresa. A sua primeira função na fábrica foi forneiro, mas mais tarde passou a assumir o cargo de encarregado de turno.

Tendo trabalhado anteriormente na pesca do bacalhau, por mais de 25 anos, recorda com saudade os anos passados na Costa Verde. Realça o espírito de camaradagem que se vivia e o respeito que a empresa sempre teve pelos seus funcionários.

Hoje, reconhece que “a Costa Verde está diferente, evoluiu muito.” Do seu tempo, o Sr. Carlos recorda que todos trabalhavam para o crescimento da empresa. Assim, a mensagem que quer dirigir aos atuais colaboradores é simples: “Façam o mesmo que os antigos fizeram”. Só assim é possível continuar a crescer!

 

José Nunes dos Santos, o homem da segurança

Foi no ano 1994 que José Armando Nunes dos Santos iniciou as suas funções ao serviço da Costa Verde. Ao longo dos 22 anos em que trabalhou na empresa, foi sempre segurança e guarda, até hoje, boas memórias daqueles tempos. Afirma ter feito muitos amigos e reforça o bom ambiente de trabalho que ali se vivia, não só entre colegas, mas também com a administração. “Se pudesse, ainda trabalhava!”, declara com entusiasmo.

José Nunes dos Santos relembra um dos momentos mais marcantes que viveu enquanto funcionário da Costa Verde. Estava de serviço quando, durante um violento temporal, os ventos fortes arrancaram parte da estrutura do telhado da fábrica. Felizmente, recorda, os estragos provocaram apenas danos materiais, ninguém ficou ferido.

Hoje, a mensagem que quer deixar aos atuais trabalhadores é que “mantenham sempre uma boa dinâmica. Sejam bons colaboradores para com a empresa, porque esta merece”. “Todo o tempo que cá trabalhei assim pensei e continuo a pensar”, assume, acrescentando: “A Costa Verde foi muito importante para mim porque passei os melhores tempos da minha vida aqui, até à altura da minha reforma”.

 

O projeto MyCostaVerde é uma forma de homenagear antigos colaboradores, que tanto nos deram. Na Costa Verde, sabemos bem o valor dos nossos recursos humanos e trabalhamos para o reconhecer a cada dia, com uma aposta contínua na sua formação e valorização pessoal.

Se hoje somos um dos mais conceituados produtores de porcelana, com forte presença em unidades de restauração e hotelaria de todo o mundo, é graças a todas estas pessoas.

 

Subscreva o nosso blog e conheça mais sobre este projeto, a essência da nossa forma de trabalhar e as nossas soluções em porcelana.

 


 

Subscreva o nosso blog!