Apoios Comunitários

Identificação e Enquadramento

Designação do projeto: Instalação de processos inovadores para a produção automatizada de asas e membranas para moldes

Códigos do projeto: CENTRO-01-0249-FEDER-015203

Objetivo principal: Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação

Região de intervenção: Centro

Entidade beneficiária: Porcelanas da Costa Verde S.A.

Data de aprovação: 30-09-2016                   

Data de início: 16-12-2015    

Data de conclusão: 15-10-2017        

Custo total elegível: 1.072.404,14€

Apoio financeiro da UE: 482.581,86€ FEDER

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

A Costa Verde tem investido de forma contínua na inovação e no desenvolvimento dos seus produtos, ao investir constantemente nos seus departamentos de design e de Investigação e Desenvolvimento (I&D), quer através de formação dos seus quadros técnicos quer pela aquisição de hardware e software específico e da inovação produtiva e processual, sendo pioneira no seu setor a uma escala global em inúmeros produtos, processos e procedimentos, tendo resultado assim na diversificação da sua gama de produtos, com diferentes formas, padrões e tamanhos, sendo o design um fator diferenciador face à concorrência.

Através da execução de um projeto de IDT que a Costa Verde, em parceria com outras entidades/empresas, que foi desenvolvida a solução para a produção automática de asas, presente neste projeto e sendo a base de sustentação para a realização da presente candidatura, uma vez que a mesma se baseia na introdução de uma linha automática de injeção e inspeção de asas em cerâmica para posteriormente serem colocadas em diversos produtos (chávenas, canecas, molheiras, bules, cafeteiras, açucareiros, taças de consommé, terrinas, etc.). Essa solução inovadora é denominada de FRHM e será o “epicentro” da inovadora linha de produção de asas que trabalhará em simultâneo com outra sofisticada máquina, dotada da mais avançada tecnologia mecânica, eletrónica e informática, sendo designada por máquinas de vidrar peças.

O presente projeto comtempla investimentos que visam a aquisição de uma solução baseada na no MES, o cmNavigo com as funcionalidades necessárias para a gestão e controlo integrado de produção em tempo real. Esta ferramenta de gestão e controlo do processo produtivo será configurada especificamente para as linhas de produção de asas e de membranas, com o intuito de se adaptar ao modelo produtivo, não limitando no entanto que se procedam a alterações futuras, proporcionando o suporte necessário à produção para que esta se mantenha ágil, eficiente e consistente. Estando ainda prevista a configuração e integração dos equipamentos OPC Server, sendo esta uma interface padronizada de comunicação que foi criada especificamente para minimizar os problemas relacionados à consistência dos “drivers” de equipamentos industriais.

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Designação do projeto| PORCELANAS DA COSTA VERDE S.A.

Código do projeto| POCI-01-0249-FEDER-039604

Objetivo principal| Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação

Região de intervenção| Centro

Entidade beneficiária| PORCELANAS DA COSTA VERDE S.A.

Data de aprovação| 27-09-218

Data de início| 10-09-2018

Data de conclusão| 08-09-2020

Custo total elegível| 5.656.000,00 EUR

Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 2.262.400,00 EUR

 

Descrição Sucinta do Projeto

A Porcelanas da Costa Verde, S.A., é uma empresa NPME e dedica-se à conceção, desenvolvimento, fabricação e comercialização de louça cerâmica em porcelana para uso doméstico, hotelaria e restauração.

A Porcelanas Costa Verde possui os Sistemas Certificados de Gestão da Qualidade (ISO 9001), do Ambiente (ISO 14001), de Saúde e Segurança (OHSAS 18001), da Responsabilidade Social (SA 8000), da Energia (ISO 50001) e da IDI (NP 4457), possui também duas marcas próprias, a CV e a Costa Verde, com registo nacional.

A Porcelanas Costa Verde tem apostado na inovação tecnológica, no desenvolvimento de novos produtos e respetivas decorações adaptados aos respetivos mercados, na melhoria da qualidade dos processos e dos produtos, recorrendo com frequência à colaboração de vários Departamentos da Universidade de Aveiro e do Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro. A empesa ao longo dos anos tem reforçado os meios de desenvolvimento de produto, nomeadamente de conceção 3D, prototipagem rápida e impressão 3D, tendo sido pioneira e inovadora nesta área no seu setor, permitindo-lhe apresentar um tempo médio anual de desenvolvimento de novos produtos muito reduzido, tornando a empresa competitiva nos mercados em que opera.

A Costa Verde está presente em 33 países comunitários e extracomunitários, tendo as vendas da empresa para o mercado internacional representado cerca de 69% das vendas totais em 2016 (ano pré projeto).

O presente projeto assenta no desenvolvimento de um forno híbrido gás micro ondas, destinado à cozedura de porcelana.

Com o presente projeto, a empresa pretende adquirir novas máquinas e equipamentos de forma a aumentar a sua capacidade produtiva na ordem dos 40%, implementar novos métodos organizacionais e desenvolver uma estratégia de internacionalização assente no marketing digital. No âmbito do ciclo produtivo, para além da sua automatização, a Porcelanas da Costa Verde irá implementar um novo e inovador processo de fabrico, em particular a cozedura de peças através de gás micro ondas por via da aquisição de um forno híbrido de vidrados (MW). A empresa destaca ainda a robotização de várias operações, nomeadamente do processo de alimentação dos tabuleiros FRHM, da linha de vidragem das peças e do processo de inspeção das peças.

Em resultado do projeto, a empresa prevê o ingresso de 50 novos colaboradores até 2022 (ano pós projeto), a maturação dos mercados com os quais já trabalha e a conquista de 5 novos mercados (Colômbia, Argentina, Arábia Saudita, Barém, Marrocos), estimando atingir uma intensidade de exportações de cerca de 72% até 2022.

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Designação do projeto | CerWave – Demonstração do processo de cozedura de porcelana por gás-microondas

Código do projeto | POCI-01-0247-FEDER-006410

Objetivo principal| 1-Reforço da investigação, do desenvolvimento tecnológico e da inovação

Região de intervenção | PORTUGAL

Entidade beneficiária | PORCELANAS DA COSTA VERDE S.A.

Data de aprovação | 2016-02-25

Data de início | 2016-04-01 Data de conclusão | 2018-03-28

Custo total elegível |420.127,38

Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 217.886,76

 

 

Descrição Sucinta do Projeto

O projeto CERWAVE visa a otimização de um protótipo de forno híbrido gás/micro-ondas destinado à cozedura de porcelana. Pretende-se validar industrialmente e demonstrar que o processo de aquecimento convencional assistido por micro-ondas poderá levar a uma redução no consumo energético até 10% e demorar até menos 15% do tempo, comparativamente com o processo convencional (aquecimento por combustão de gás natural). Esta tecnologia é potencialmente mais limpa, mais rápida, menos onerosa e mais eficiente que os processos tradicionais em uso.

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Designação do projeto | RoboCer3D .: Fabrico rápido de produtos em porcelana por R3D

Código do projeto | POCI-01-0247-FEDER-003350

Objetivo principal| 1-Reforço da investigação, do desenvolvimento tecnológico e da inovação

Região de intervenção | PORTUGAL

Entidade beneficiária | PORCELANAS DA COSTA VERDE S.A.

Data de aprovação | 2015-10-21

Data de início | 2016-01-01

Data de conclusão | 2018-09-30

Custo total elegível | 781.832,2€

Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 538.869,96€

 

Descrição Sucinta do Projeto

O projeto RoboCer3D tem como objetivo o desenvolvimento de uma tecnologia de fabrico aditivo para produtos em porcelana, nomeadamente a tecnologia de “Robocasting 3D” (R3D). A liberdade formal presenteada no fabrico de produtos por tecnologias de fabrico aditivo, como o R3D, torna possível o fabrico de peças com geometrias e funcionalidades que não são possíveis obter por tecnologias convencionais.
A reprodutibilidade e o controlo computorizado das caraterísticas arquitetónicas de produtos permitirão potenciar a indústria cerâmica no fabrico de produtos com alto valor acrescentado, que responda às necessidades de segmentos de mercado específicos, quer nacionais quer internacionais.

 

Designação do projeto | PREMICER .: Premium Porcelain Hotelware Products

Código do projeto | POCI-01-0247-FEDER-017989

Objetivo principal| 1-Reforço da investigação, do desenvolvimento tecnológico e da inovação

Região de intervenção | PORTUGAL

Entidade beneficiária | PORCELANAS DA COSTA VERDE S.A.

Data de aprovação | 19-03-2018

Data de início | 01-06-2017

Data de conclusão | 31-05-2020

Custo total elegível | 863.212,6€

Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 607.131,88€

 

O projeto PREMICER tem como principal objetivo o desenvolvimento de produtos de louça em porcelana de elevado desempenho, compatível com as exigências atuais do mercado, em particular do ramo da hotelaria/restauração, referido como mercado HORECA. Os novos produtos deverão cumprir os mais criteriosos requisitos de performance em termos de resistência ao impacto e ao metal marking definidos para a uso intensivo ao que estão sujeitos neste setor. Ao mesmo tempo, deverão ir ao encontro às novas tendências de mercado no que diz respeito à promoção de novas funções do produto porcelana, em particular na conservação do calor dos alimentos. Como resultados dos novos desenvolvimentos, pretende-se ter as condições para colocar no mercado produtos cuja performance lhe confere um aumento do tempo de vida útil e funcionalidades que deem condições à empresa para consolidar a quota de mercado de exportação para países de relevância estratégica.

Designação do Projeto | Add.Additive – add additive manufacturing to Portuguese industry

Código do Projeto | 24533

Tipologia da Operação | Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico –
Programas Mobilizadores

Código da Operação | POCI-01-0247-FEDER-024533

Objetivo temático | OT 1 – Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação

Região de Intervenção | Norte, Centro

Promotor líder | ADIRA – METAL FORMING SOLUTIONS, S.A.

Copromotores | ADIRA – METAL FORMING SOLUTIONS, S.A., GLNPLAST, S.A., GLNMOLDS, S.A.,
INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA, UNIVERSIDADE DO MINHO, CENTIMFE – CENTRO
TECNOLÓGICO DA INDÚSTRIA DE MOLDES, FERRAMENTAS ESPECIAIS E PLÁSTICOS,
UNIVERSIDADE DE AVEIRO, LENA AGREGADOS – COMÉRCIO DE AGREGADOS (CASTELO
BRANCO), S.A., PORCELANAS DA COSTA VERDE S.A., DURIT – METALURGIA PORTUGUESA DO
TUNGSTENIO LDA, PERIPLAST-EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS LDA, AMCUBED, LDA,
PLASTIMAGO-TRANSFORMADORA DE PLASTICOS LDA, BIOSAFE – INDÚSTRIA DE RECICLAGENS
S.A., WEADD LDA, 3DTECH – PRODUÇÃO, OPTIMIZAÇÃO E REENGENHARIA LDA, CEIIA – CENTRO
DE ENGENHARIA E DESENVOLVIMENTO (ASSOCIAÇÃO), INEGI – INSTITUTO DE CIÊNCIA E
INOVAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA E ENGENHARIA INDUSTRIAL, UNIVERSIDADE DE
COIMBRA, TJ MOLDES S.A., OMNIDEA LDA, ALMADESIGN – CONCEITO E DESENVOLVIMENTO DE
DESIGN, LDA, CENTRO DE APOIO TECNOLÓGICO À INDÚSTRIA METALOMECÂNICA

Data de aprovação | 17.08.2017

Data de início | 01.04.2018

Data de conclusão | 31.03.2021

Investimento total elegível | 8.811.080,81 €

Apoio financeiro da União Europeia através do FEDER | 5.731.776,86 €

Programa financiador | Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (POCI)

 

Breve Descrição do Projeto | O Fabrico Aditivo (FA) é uma tecnologia de produção que permite
produzir peças com formas complexas a partir de dados digitais. No contexto de competitividade
industrial que se verifica atualmente, o FA é uma tecnologia que tem de ser explorada, na
medida em que pode responder às exigências do mercado pelo facto de gerar soluções céleres
e permitir obter produtos inovadores, com características mecânicas e funcionais semelhantes
às obtidas pelos processos definitivos, com grande liberdade ao nível da geometria e seleção de
materiais, e com vantagens significativas em termos de flexibilidade, qualidade e custo de
produção.
No âmbito do FA, a relação que existe entre material e processo de produção assume uma
especial importância, na medida em que estes fatores são interdependentes, ao contrário do
que ocorre no método tradicional de subtração de material. O estudo e desenvolvimento desta
relação vão permitir a criação de novos produtos, processos e equipamentos, sendo a base de
todo o projeto mobilizador. A estrutura e organização do próprio projeto estão orientadas para
leitura simples e interligadas com o desenvolvimento e valorização de resultados. Valorização
ao nível da investigação e desenvolvimento, ao nível da disponibilização de equipamentos com
tecnologia nacional, materiais para FA, capacidades de engenharia para componentes de
elevado desempenho, inspeção de acordo com normalização e reforço de uma rede de
infraestruturas nacionais com espectro mundial.
O projeto Add.Additive tem como principais objetivos: dar resposta às grandes questões de
investigação e desenvolvimento que incidem sobre a relação material-processo em métodos de
Fabrico Aditivo, alicerçando-se num conjunto de copromotores com saber e experiência nos
domínios técnico-científicos relevantes e com representatividade nacional e internacional.
Pretende-se alavancar a valorização dos resultados em diversos setores, através de uma
estratégia coordenada entre parceiros industriais e institutos e centros de investigação, sendo
o conhecimento gerado valorizado por via de atividades de criação, difusão, transferência,
utilização e incorporação de tecnologia assentes em três pilares: ciência e desenvolvimento
tecnológico; internalização de saber e tecnologia pelos tomadores; e utilização dos mesmos
pelos potenciais utilizadores finais.
Estrutura do Projeto | PPS 1 – Fabrico aditivo baseado em Materiais Metálicos | PPS 2 – Fabrico
aditivo baseado em Materiais cerâmicos, cimentícios e compósitos de metal cerâmico | PPS 3 –
Fabrico aditivo baseado em materiais poliméricos | PPS 4 – Metodologias e sistemas digitais para
Fabrico Aditivo | PPS 5 – Desafios Económicos, Sociais e Ambientais | PPS6 – Gestão do projeto
e disseminação alargada dos resultados

Designação do projeto | PROJETOS AUTÓNOMOS DE FORMAÇÃO

Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, apoiada pelo FSE, nos termos do Aviso para Apresentação de Candidatura n.º 10/SI/2020

 

Número do projeto | 049300

Objetivo principal| OT 8 – Promoção da sustentabilidade e da qualidade do emprego e apoio à mobilidade dos trabalhadores

Região de intervenção | CENTRO

Entidade beneficiária | PORCELANAS DA COSTA VERDE, S.A.

Data de aprovação | 17.08.2017

Data de início | 01.04.2018

Data de conclusão | 31.03.2021

Investimento total elegível | 8.811.080,81 €

Apoio financeiro da União Europeia através do FEDER | 5.731.776,86 €

Programa financiador | Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (POCI)

 

Data de aprovação | 2020/08/11

Data de início | 2020/05/18

Data de conclusão | 2022/05/17

Custo total elegível |261.990.40€€

Incentivo Final | 127.590,40€

 

Suportado nas áreas críticas de competitividade, o Plano de Formação foi concebido para colmatar lacunas específicas identificadas no processo de reflexão estratégica, análise SWOT, objetivos e metas organizacionais, bem como no diagnóstico de necessidades de desenvolvimento de competências nas áreas de Inovação – Desenvolvimento de Novos Produtos e Processos, Automação e Digitalização da Indústria Rumo a uma Indústria 4.0, Melhoria Contínua e Eficiência de Processos, Mercado – Eficiência e Resultados.

Assim, este projeto tem por objetivos requalificar os colaboradores, em virtude da carência/dificuldade em mão de obra, e prepará-los para as mudanças organizacionais resultantes da introdução de novos métodos e processos tecnológicos associados à inovação, investigação e desenvolvimento em curso.