8 Superalimentos Poderosos que vão Melhorar a sua Saúde

Não há nenhuma definição científica para superalimentos. No entanto, podemos afirmar que se tratam de alimentos riquíssimos em antioxidantes, vitaminas e minerais. Pela invulgar riqueza nutricional, trazem inúmeros benefícios à nossa saúde.

Graças à sua grande concentração em nutrientes, estes alimentos contribuem para a manutenção e bom funcionamento do nosso organismo. A ingestão pode constituir uma importante fonte de minerais, vitaminas, aminoácidos, ácidos gordos e antioxidantes.

Entre as propriedades dos superalimentos, há algumas que se destacam pela sua importância. Fortalecem o sistema imunitário, ajudando na prevenção de doenças, e atrasam o envelhecimento, porque facilitam a renovação das células.

Normalmente, são misturados em saladas, batidos, iogurtes, cereais e sumos, mas podem também ser consumidos nos pratos principais. Podem mesmo ser utilizados como substitutos dos hidratos de carbono no acompanhamento das refeições. Cada vez mais, são incluídos nas refeições como parte de uma alimentação saudável.

 

8 Superalimentos e o que podem fazer pela sua saúde

 

1. Quinoa

É um alimento bastante rico em nutrientes, sendo dos poucos produtos de origem vegetal a possuir proteínas completas. Isto deve-se ao facto de ter uma concentração de proteínas superior a qualquer outra leguminosa. Para além disso, a quinoa não contém glúten, é rica em ómega 3 e em vitaminas A, C e E. Este superalimento ajuda na redução do colesterol, melhora a digestão e pode até ajudar na perda de peso.

 

2. Maca

A maca é um tubérculo em forma de rabanete originário da América do Sul. Rica em cálcio, ferro e magnésio, tem a capacidade de regular o organismo, agindo em função das suas necessidades.

A atuação da maca ajuda a regular o stress e os níveis de energia. Tem também um efeito positivo sobre a memória e a fertilidade. Ajuda no controlo do colesterol e na produção de glóbulos vermelhos, por isso é indicada para pessoas com anemia. Pelo seu sabor e características, é usada em pratos salgados como um substituto da batata. Pode também consumir-se em saladas e sumos.

 

3. Chia

As sementes de chia são uma fonte natural de ácidos gordos (ómega 3), proteínas, cálcio, magnésio, fósforo e antioxidantes. Para além de não conter glúten, este superalimento ajuda a saciar a fome e reduz o risco de diabetes. Possui mais potássio do que a banana e mais ferro do que o espinafre, contribuindo também para melhorar o trânsito intestinal. Ajuda no combate a doenças cardiovasculares e hipertensão e tem propriedades anti-inflamatórias.

 

4. Frutos vermelhos

Esta designação abrange framboesas, morangos, amoras e mirtilos. A ingestão destes pequenos frutos ajuda a prevenir o envelhecimento das células do cérebro. São antioxidantes e têm também propriedades anti-inflamatórias. Ajudam a tornar a pele e os olhos mais saudáveis, ativam a circulação e reduzem o stress. Devido ao seu efeito regenerador, podem até ajudar na prevenção do cancro.

 

5. Pimenta-caiena

Esta especiaria, avermelhada e picante, tem um alto teor de vitamina C e A. É considerada a mais medicinal de todas as pimentas. Pelas suas propriedades, ajuda a digestão e é ativadora da circulação sanguínea. Auxilia na perda de peso, pois reduz o apetite e aumenta a queima de calorias durante a digestão.

Esta capacidade de aumentar o metabolismo ajuda também a purificar o organismo, porque acelera a libertação de toxinas. Adicionalmente, tem uma importante ação anticoagulante, reduzindo as probabilidades de ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral.

Apesar de outras pimentas serem conhecidas como causadoras de úlceras no estômago, a pimenta-caiena, pelo contrário, auxilia na sua prevenção. A ingestão deste superalimento pode ainda ajudar a combater estados depressivos e provoca a libertação de noradrenalina e adrenalina, que resulta em boa disposição.

 

6. Ovos

Os ovos são muito ricos em vitaminas (A, D, E, K e complexo B) e minerais (cálcio, ferro e zinco). Possuem também carotenóides, que ajudam na prevenção de doenças cardiovasculares e protegem a saúde ocular.

A clara é rica em albumina, uma proteína essencial para o crescimento muscular, e na gema encontram-se os restantes nutrientes. Os ovos são livres de hidratos de carbono e possuem poucas calorias, mas são altamente saciantes. Estas características tornam-nos bons aliados para quem procura perder peso.

 

7. Alho

Este ingrediente é um dos mais utilizados na cozinha portuguesa e tem propriedades importantes para o bom funcionamento do organismo. Este superalimento ajuda a controlar a glicose no sangue e, por consequência, previne a diabetes.

Uma vez que potencia a absorção do cálcio, ajuda ainda a fortalecer ossos e dentes. Contribui para eliminar acne, alergias e outros problemas de pele. Fortalece o sistema imunitário e tem uma ação desintoxicante sobre o organismo.

 

8. Gengibre

Esta raiz tem muitos benefícios para a saúde, porque possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Uma das principais vantagens do seu consumo é a regulação da pressão arterial. Uma vez que inibe a acumulação de gordura nos vasos sanguíneos e contribui para a sua elasticidade, facilita a circulação.

Pode também ajudar em caso de náuseas e vómitos, pois tem ação direta no sistema gastrointestinal. A sua ingestão acelera o metabolismo, contribuindo para queimar calorias mais rapidamente.

 

Agora que já conhece os benefícios de alguns superalimentos, coloque os seus conhecimentos em prática e introduza-os na sua alimentação. Elabore com eles pratos saudáveis e ricos em nutrientes, que farão maravilhas pela sua saúde e bem-estar.

Usados em saladas ou pratos mais complexos, estes superalimentos poderão fazer parte da sua dieta diária. Para dar um toque elegante e moderno aos seus cozinhados, pode contar com as peças de porcelana Costa Verde. Vai conseguir combinar design, modernidade e nutrição saudável.

 


 

Subscreva o nosso blog!