Um roteiro pelas diferentes tradições de Natal pelo mundo

As tradições de Natal pelo mundo seguem os costumes de cada área do globo. Em Portugal, o Natal é sinónimo de união e tradição, com bacalhau e bolo-rei à mesa.

Nesta data, comemorada um pouco por todo o mundo, cada região segue as suas próprias tradições. É uma forma de valorizar e de manter antigos costumes, passados de geração em geração.

Esta é uma época especial para os cristãos católicos, que festejam o nascimento de Jesus Cristo. Celebra-se também a união, a família, o amor e a esperança.

A essência do Natal é semelhante em todo o globo, mas existem costumes, lendas e celebrações diferentes em cada país. As tradições de Natal são diferentes pelo mundo, mas têm muitos pontos em comum.

 

6 Tradições de Natal pelo mundo – Unidade na diversidade

 

1. Belém, Estado da Palestina

Na época natalícia, as ruas de Belém enchem-se de turistas, não fosse este o local onde tudo começou. Antigamente, a maioria da população da cidade era católica, mas devido aos conflitos muitos católicos emigraram. Atualmente, na cidade onde nasceu Jesus Cristo, a maior parte dos habitantes é muçulmana.

Apesar das diferentes crenças religiosas, o dia de Natal é muito respeitado por todos. É considerado uma festa de paz e esperança, tanto pelos católicos como pelos judeus e muçulmanos.

A 24 de dezembro, é tradição haver uma marcha, acompanhada de cânticos natalícios, até à Basílica da Natividade. Este é o local onde se acredita ter nascido Jesus. Nessa marcha participam as principais entidades e bispos católicos, nacionais e internacionais.

Após a chegada à basílica, ali se celebra a missa de Natal. No final, os peregrinos dirigem-se à gruta onde Jesus nasceu para beijar e adorar uma estrela especial. Esta representa o nascimento do Príncipe Salvador.

As tradições de Natal pelo mundo envolvem quase sempre um ritual de partilha de alimentos e Belém não é exceção. No final das celebrações, os padres franciscanos oferecem aos peregrinos vinho e pão preto como representação da ceia de Natal.

 

2. Finlândia

A Finlândia tem uma ligação muito profunda com a época natalícia. Diz-se que é na Lapónia (no Norte do país) que vive o Pai Natal, a sua esposa e os ajudantes.

Os festejos de Natal começam no primeiro fim de semana de dezembro, que marca o início do Advento. Em cada domingo, acende-se uma vela. No último domingo antes do Natal, queimam-se quatro velas na janela anunciando o início da celebração.

No dia 24 de dezembro, ao meio dia, é proclamada a Paz de Natal, transmitida na rádio e televisão. Após este anúncio, celebra-se a missa de Natal, durante a tarde ou início da noite, acompanhada de cânticos natalícios. À noite é servida a tradicional ceia, que inclui pernil de porco e puré. No final, as crianças esperam ansiosas pela chegada do Pai Natal.

As tradições de Natal pelo mundo ajustam-se aos hábitos de cada região. Na Finlândia incluem fazer sauna e esquiar.

 

3. Estados Unidos da América

É provável que toda a exuberância das decorações natalícias e a estandardização do Natal tenha surgido nos Estados Unidos. Aqui, esta celebração é rica em brilho, cor, luz, bonecos de neve, grinaldas e árvores de Natal exuberantes. Os norte-americanos passam os dias anteriores ao Natal à procura do presente perfeito.

Na véspera de Natal, com o tradicional peru recheado à mesa e ao som de canções natalícias, as famílias confraternizam. As meias penduradas na lareira aguardam a chegada da manhã de 25 de dezembro para a abertura dos presentes.

 

4. Austrália

As tradições de Natal pelo mundo são também influenciadas pelo clima. Para a maioria da população mundial, o Natal vem acompanhado de frio e neve. Mas o mesmo não se pode dizer dos australianos, que celebram o Natal em pleno verão.

Na Austrália, é costume festejar na praia com a família, enquanto se desfruta do churrasco de peru. No dia 25 de dezembro, as praias enchem-se de gente e as ondas são surfadas por pessoas vestidas de Pai Natal.

 

5. Rússia

Na Rússia, o Natal é celebrado a 7 de janeiro, porque ali esta celebração é baseada no calendário gregoriano. A tradição do Natal russo inclui um jantar, no qual se reúne toda a família e se partilham iguarias. O convívio familiar continua, com a distribuição de presentes feita pelo “Avô Gelo”, uma versão do Pai Natal.

 

6. Japão

No Japão, o Natal tem um significado meramente comercial, fugindo um pouco das restantes tradições pelo mundo. A minoria católica do país celebra o Natal juntando família e amigos na noite de 24 de dezembro. Para a maioria da população japonesa (constituída principalmente por budistas), este feriado tem pouco significado. É visto como o Halloween ou o Dia dos Namorados.

A celebração do Natal no Japão começou devido à forte emigração ocidental para este país. Isto fez com que a data fosse lentamente implementada na cultura japonesa, contagiada pelas outras tradições de Natal pelo mundo.

A comemoração deste dia tem ganho cada vez mais adeptos. Hoje, a partir de novembro, as ruas são enfeitadas com luzes e árvores de Natal. No entanto, a data é vista como uma celebração romântica. Os casais têm por hábito sair para jantar e trocar presentes e as famílias aproveitam para passear. Por norma, ao jantar, come-se frango frito e bolo de chantili com morangos.

 

As tradições de Natal pelo mundo são diferentes, mas idênticas na celebração da família e de uma noite de paz. Independentemente do país onde passará o Natal, das crenças religiosas e tradições, celebre com aqueles que mais ama. Festeje a esperança, a paz, a união e, sobretudo, o amor.

Da nossa parte, pode contar com as porcelanas Costa Verde. Prometemos tornar a sua mesa mais bonita para si e para os seus nesta quadra tão especial. Desejos de um Bom Natal!

 


 

Subscreva o nosso blog!