Costa Verde: Como se desenvolve cada linha de porcelana?

A Costa Verde é uma empresa para a qual tenho o prazer de projetar há 17 anos, enquanto líder do atelier de design Studio Levien. Juntos, construímos uma relação forte e confiante e permitimos que cada um se dedique àquilo que faz de melhor.

Cada colaboração começa sempre com uma reunião do departamento de projeto, mas não muito longa e formal. Conversamos e delineamos, entre nós, uma direção e definimos que parte do mercado pretendemos atingir.

Terminada esta fase, iniciamos o trabalho no nosso estúdio, sediado em Londres. Reunimos uma equipa completa, constituída por cinco ou seis elementos, e esboçamos ideias no papel. Então, um ou dois dos nossos designers começam a fazer desenhos simples no computador.

Depois de chegarmos a um acordo relativamente aos desenhos, os projetistas entram na nossa oficina e começam a modelar os itens-chave da gama em espuma. Chamamos-lhes modelos de esboço.

No Studio Levien, criamos modelos de tudo o que projetamos, por meio de modelagem. Às vezes, fazemos três ou quatro modelos antes de obtermos o resultado pretendido.

Preparamos, posteriormente, a nossa apresentação Design Concepts, geralmente sob a forma de livro encadernado em A3. Esta começa com um resumo, seguido de imagens inspiradas nas nossas ideias, pois gostamos de contar a história dos nossos projetos.

A apresentação inclui fotos dos nossos modelos ou processos CAD. Todos os itens-chave do intervalo proposto são colocados sobre a mesa. Felizmente, a Costa Verde gosta dos nossos conceitos de projeto e quer desenvolvê-los.

 

Costa Verde: Da primeira projeção ao resultado final!

Desenvolver uma linha de porcelana Costa Verde não é fácil, nem deveria ser. Há muita discussão e troca de argumentos, mas chegamos sempre a acordo sobre os próximos passos.

A negociação serve, muitas vezes, para fazermos algumas mudanças e, portanto, mais modelos. As alterações podem ocorrer por razões técnicas ou estéticas. As primeiras amostras podem demorar entre cinco ou seis semanas.

A porcelana é muito difícil de produzir, pelo que ajuda ser masoquista! Este material nunca resulta exatamente como pretendemos e é muito raro que as primeiras amostras sejam perfeitas. Por isso, escrevemos relatórios detalhados de avaliação de amostras.

Este é um processo difícil e dispendioso, mas a Costa Verde, como nós, acredita que pequenas mudanças fazem uma grande diferença. Trabalhamos, desse modo, todos os itens do intervalo proposto até que este esteja completo.

De seguida, ajudamos a Costa Verde a produzir o material promocional para o projeto, incluindo imagens para o folheto e o site. Olhamos novamente para a primeira apresentação e contamos a história da conceção.

Todo o processo de desenvolvimento demora cerca de um ano. Termina normalmente em fevereiro, na Feira Ambiente, onde lançamos a nova linha de porcelana Costa Verde.

 

Não nos importamos que os nossos clientes saibam quanto esforço é despendido para desenvolver uma gama de utensílios de mesa. Tudo o que importa é que gostem!

Sabemos que são o amor e cuidado que o Studio Levien e a Costa Verde colocam nos projetos que fazem deles um sucesso.

 

Robin Levien

Fundador do Studio Levien

 


 

Subscreva o nosso blog!