Porcelana: Um material cerâmico com características únicas!

A porcelana foi criada na China durante a dinastia Tang, a partir de um processo de cozedura de dois minérios: feldspato e caulino. Este procedimento sofreu algumas alterações ao longo dos séculos, com especial destaque para os últimos 30 anos. Atualmente, a pasta de porcelana é constituída pelas matérias-primas caulino, feldspato, quartzo e argila.

Distingue-se dos demais produtos cerâmicos pela coexistência de três características técnicas, únicas e fundamentais. São elas a dureza, a brancura e a translucidez.

A porcelana tem um elevado nível de resistência mecânica, baixa porosidade e alta densidade, que, no dia-a-dia, lhe conferem durabilidade, inocuidade, toque suave e beleza. Trata-se de um produto único, pelo que é importante que conheça as diferenças em relação aos demais materiais cerâmicos.

 

Porcelana, grés e fiança: Quais as principais diferenças?

 

A porcelana, o grés e a faiança são materiais bastante semelhantes, havendo até uma tendência para que sejam confundidos. É, por isso, necessário estar atento às características que destacamos de seguida.

 

  • Translucidez

A principal característica que a diferencia dos outros produtos cerâmicos é a translucidez. Esta é translucida, característica que lhe advém do facto de ser a única a ser vitrificada e cozida a temperaturas de 1.400 ºC, em ambiente redutor. Este processo dá-lhe um brilho, brancura e translucidez ímpares.

 

  • Composição

A composição da porcelana é outra das características que a diferencia dos demais produtos cerâmicos. O grés, além do feldspato, tem sílica e argila na sua constituição, sendo que, em alguns processos de fabrico, podem ser acrescentados outros elementos. A faiança, por sua vez, usa mais argilas do que caulinos.

A porcelana tem, como já referimos, feldspato, caulino, sílica e argila. As matérias-primas utilizadas, apesar de comuns às outras cerâmicas, passam por critérios de seleção qualitativa muito mais exigentes no que respeita à constância das características técnicas e ausência de contaminantes, bem como ao procedimento diário de testes laboratoriais de controlo.

 

  • Porosidade

É de destacar a porosidade quase nula da porcelana face aos restantes produtos cerâmicos. O grés é poroso, absorvendo com maior facilidade alguns elementos a que é exposto. A faiança também o é, mas passa por uma esmaltação para diminuir o aspeto poroso e a absorção. O mesmo não acontece com a porcelana que, por não ter porosidade, é praticamente impermeável.

 

Em suma, a porcelana é feita à base de quatro matérias-primas que lhe conferem elevada resistência e uma translucidez única. Por ser um material sem porosidades, torna-se extremamente higiénico e ideal para utilizações muito frequentes.

A sua delicadeza e beleza tornam a porcelana elegante, intemporal e adequada para qualquer evento. Como vê, razões não faltam para escolher este tipo de material cerâmico quando pretender algo sofisticado, mas duradouro.

 


 

Subscreva o nosso blog!